BLOG
Anthony Albuquerque

Bem-vindo ao Blog. Aqui, mergulhamos no mundo fascinante da política, com notícias e opiniões. Este espaço é destinado àqueles que buscam acompanhar o cenário político, analisando os eventos do presente à luz da história e conjecturando sobre o futuro. O mundo político em foco.


Blog

Em recado a opositores, Arlindo Garrote dispara: “o povo não vai se vender por uma dose de cachaça”

“É triste ver pessoas sendo influenciadas por lideranças falhas, cheias de vaidades e que adotam caminhos de traição e ostentação, comprometendo a credibilidade de diversas famílias”, criticou Arlindo.

Publicado: | Atualizado em 21/05/2024 15:21


Arlindo Garrote

O pronunciamento de Arlindo Garrote deixa claro que a disputa política pela prefeitura de Estrela de Alagoas não será tranquila. Acirrando ainda mais as divergências, o ex-prefeito não poupou críticas aos seus adversários: “Muitos querem apenas o poder pelo poder e os interesses da população sempre ficam em último lugar”.

“O forasteiro não tem serviço prestado por aqui e pega carona no trabalho do sobrinho. Mas o povo não é besta e não vai se vender por uma dose de cachaça”, disse Arlindo Garrote.

Sem citar nomes, o ex-prefeito deixa claro que as críticas são direcionadas a seu adversário político, Roberto Wanderley, quando cita a atuação do ex-prefeito à frente do município de Cacimbinhas. Na ocasião, Arlindo criticou o legado de Roberto e de seus quatro mandatos, questionando a falta de obras e de ações importantes do ex-prefeito.

“É triste ver pessoas sendo influenciadas por lideranças falhas, cheias de vaidades e que adotam caminhos de traição e ostentação, comprometendo a credibilidade de diversas famílias”, criticou Arlindo.

Diante do cenário de acirramento severo pelo comando do governo municipal de Estrela de Alagoas, Arlindo, ao alertar a população sobre sua escolha, enfatizou que eleição se vence na urna.

Mesmo após suas críticas, o ex-prefeito finalizou suas declarações com um pedido de trégua: “Faço um apelo para que meus adversários políticos deixem de manipular enquetes nas redes sociais, de criar fake news tentando influenciar os eleitores, e que parem de me atacar de forma desonesta”.